Prefeitura de Camapuã

Tel:(67)3286-6001
Rua Bonfim, 441 - Centro
administracao@camapua.ms.gov.br

Assistência Social realiza sonho de meninas com Baile de Debutantes

Fotos: Nildo Campos

Um projeto que vinha a alguns anos sendo cogitado dentro do CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de Camapuã virou realidade no último sábado (25) com I Baile de Debutantes do município.

14 meninas de famílias de baixa renda do Cadastro Único de Camapuã, que completaram 15 anos em 2017, ganharam a tão sonhada festa de debutante, com direito a vestido, valsa e Buffet.

“Nosso projeto virou realidade graças o empenho da Elaine (secretária de Assistência Social), porque no momento de corte de orçamento que vivemos, não teríamos condições de oferecer uma festa para as meninas, mas a Elaine correu atrás e garantiu a realização deste sonho com doações” comentou a coordenadora do CRAS, Osmarina Borges.

E a colaboração veio de todos os setores da sociedade. Empresárias bem-sucedidas do município foram convidadas para serem madrinhas das meninas e garantir os vestidos. Os deputados estaduais Enelvo Felini, Felipe Orro e professor Rinaldo e esposa também se sensibilizaram e fizeram doações para a realização do evento.

O dia da beleza das debutantes foi oferecido por Flávia Centro de Formação de Cabeleireiros e Similares, Centro de estética- Jessika Furtado, a equipe de O Boticário (Juliana, Luciana e Elaine) e Maria Maria com as sobrancelhas. “Também queremos agradecer quem contribui para arrumar as meninas como lindas princesas, que foram Marília Dias, Tereza Sueli, Cleide, Vanuza, Adriana, Daniele mais Ana, Neide Amaral, Neiva, e Bruna Caroline” disse Osmarina.

Outra importante parceria foi com 20º Regimento de Cavalaria Blindado, onde o tenente-coronel Marcos Vinicius de Andrade Gama disponibilizou 14 rapazes, sob a supervisão do tenente Alves, para conduzir e dançar a valsa com as debutantes.

“Nossa intenção foi proporcionar a essas meninas e às famílias delas um momento único, de festa, de comemoração de uma idade tão esperada pela menina e, principalmente, do fortalecimento de vínculo entre os familiares. Eu sou mãe de dois meninos, me dediquei a esse projeto e ganhei 14 filhas, realizando um sonho de mãe e das meninas. E acredito que cada um que contribuiu com esse baile também sentiu o mesmo porque viu a felicidade estampada no rosto de cada menina” disse a secretária de Assistência Social, Elaine Huber.

As madrinhas

“Tive a ideia de selecionar algumas mulheres da, considerada, alta sociedade de Camapuã para serem madrinhas dessas meninas, de misturar as realidades e uma aprender com a outra” comenta Elaine.

Foram convidadas 14 mulheres, dentre elas, empresárias, dentistas, pecuaristas, para ter um contato direto com as debutantes. As madrinhas não só deram os vestidos das meninas, como também o exemplo de onde elas podem chegar.

“A intenção foi mesmo de criar um vínculo entre elas, um amadrinhamento para antes e depois do baile. Porque essas mulheres hoje são referência para essas meninas, então elas se tornaram madrinhas, conselheiras e, quem sabe daqui mais um tempo, empregadoras, ensinando e dando oportunidades a essas meninas. Agradeço de coração a cada madrinha que topou o desafio” disse ela.


Fonte: Aline Bazano DRT 906/MS

Imagens Anexadas

Nenhuma imagem encontrada.

Arquivo Anexado

Nenhum arquivo anexado.